Radar da USP detecta abalo de magnitude 2.4 em Alagoas

Foto: Reprodução/USP

Os radares do Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) registraram um abalo em Satuba, cidade que fica na região metropolitana da capital.

O mapa, disponível no site do órgão, mostra um abalo sísmico de magnitude 2.4, considerado de baixa intensidade. O tremor no sistema da USP foi contabilizado às 17h30, desse sábado (03), com profundidade zero.

Possíveis causas

Em entrevista ao jornalista Oscar de Melo, na Rádio Pajuçara FM Maceió, o engenheiro de minas, Paulo Cabral, explicou as possíveis causas do tremor de terra presenciado em Maceió, nesse sábado (03).

Segundo o especialista, entre as causas prováveis estão falhas geológicas de pequeno porte ou acomodação de grandes volumes de terra. 

O radar da USP confirmou as previsões de Cabral, o qual disse acreditar que apesar do susto e das rachaduras nas residências, o abalo sentido pelos moradores de  bairros como Pinheiro e Bebedouro deve ter sido de pequena magnitude.

“Se formos verificar um tremor desse, não seria nem classificado na escala Richter [que mede intensidade de abalos sísmicos]. Foram acomodações [de terra], e podem ser também devido a algumas falhas geológicas, imperceptíveis até no mapa”, explicou. 

Informações públicas

O monitoramento de centros sismológicos, como o da Universidade de São Paulo (USP), pode ser acompanhado por qualquer cidadão, a exemplo do internauta Eduardo Strobel que, ao saber o tremor de terra em Maceió, monitorou o site da USP e acabou verificando o registro de Satuba.

Para acompanhar os últimos eventos registrados pelo radar da Universidade, basta acessar o site http://www.sismo.iag.usp.br/ . Conforme diz o TNH1.

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2018/03/radar-da-usp-detecta-abalo-de-magnitude-2-4-em-alagoas.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.