“Wagner recebeu propinas”, diz a PF

O ex-governador da Bahia e atual secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, foi alvo de uma operação da Polícia Federal nesta segunda-feira. A PF cumpriu mandados de busca e apreensão emitidos pelo Tribunal Regional Federal da Primeira Região.

Os mandados foram cumpridos no gabinete de Wagner e em seu apartamento, no Corredor da Vitória. Wagner é acusado de fraude com licitação, superfaturamento, desvio de verbas públicas, corrupção e lavagem de dinheiro.

A Polícia Federal cumpriu mandados, também, em um escritório no 3º andar do empresarial Max Center, no bairro do Itaigara.

A PF afirma que Jaques Wagner é suspeito de ter recebido R$ 82 milhões em propinas desviadas das obras da Arena Fonte Nova. A obra teria sido superfaturada em R$ 450 milhões, desviados para propinas pessoais e para campanhas políticas do PT.

Segundo a delegada federal Luciana Matutino Caires, a empreiteira Odebrecht chegou a entregar dinheiro de propina na casa da mãe de Wagner, no Rio de Janeiro, porque os doleiros de Salvador não tinham capital suficiente para o tamanho do pagamento.

O dinheiro era entregue em espécie por um representante da Odebrecht, Claudio Mello Filho, a prepostos. Wagner não recebia diretamente. A exceção foi a entrega que pediu para ser feita na casa da mãe dele. Wagner deu o endereço para Mello Filho.

A PF diz que, com as delações da Odebrecht e o material apreendido na OAS, ela tem certeza de que Wagner recebeu boa parte do valor desviado do superfaturamento da Arena Fonte Nova. A ação da PF envolveu ainda um empresário e o chefe da Casa Civil da Bahia, Bruno Dauster.

A investigação é sobre a contratação dos serviços de demolição, reconstrução e gestão do estádio da Copa 2014. A propina teria resultado na Parceria Público Privada nº 02/2010, “direcionada para beneficiar o consórcio Fonte Nova Participações – FNP, formado pelas empresas Odebrecht e OAS”, Conforme diz A Região.

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2018/02/wagner-recebeu-propinas-diz-pf.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.