Novos ônibus da São Miguel com ar e WiFi já estão a caminho de Ilhéus

Já estão à caminho de Ilhéus, os dez novos ônibus da empresa São Miguel que se integrarão à frota da empresa, para atender melhor o transporte público do município. A compra destes ônibus faz parte da exigência estabelecida em decreto municipal que, para conceder o reajuste da tarifa, no final do ano passado, a Prefeitura determinou que as duas empresas concessionárias do serviço, adquirissem 20 ônibus zero quilômetro, com ar condicionado e wi-fi gratuito para atender a população. Desde 2015 a frota de Ilhéus não passava por um processo de renovação.

Os ônibus deixaram em comboio o município de Botucatu, interior São Paulo, onde estavam sendo montados. A previsão é de chegada a Ilhéus no início da próxima semana, de acordo com o representante da empresa, Josemir Dias. Os ônibus trarão o brasão oficial do município e a denominação “Cidade de Ilhéus”. Tradicionalmente, a frota da São Miguel é na cor branca. Mas os novos ônibus trarão a tonalidade azul, em homenagem ao perfil litorâneo do município. Em breve, eles se integram aos 10 novos carros adquiridos pela Viametro, a outra concessionária do sistema, que já circulam com sucesso pela cidade.

Mais ações – Para mais qualidade no sistema de transporte público de Ilhéus, a Prefeitura vai além do processo de renovação da frota, cuja média é de cinco anos de uso. Por conta de novas exigências, as empresas contrataram uma consultoria, que avalia o modelo do sistema implantado há décadas no município, quando este tinha uma população bem menor que a atual. O especialista e engenheiro de trânsito Marcos Nerbass passou a conhecer o funcionamento do sistema e após quatro meses de estudo, definiu o serviço como “irracional, desconectado e com graves problemas”, apesar de uma boa cobertura e uma acessibilidade ruim.

O consultor disse que a proposta do modelo em discussão, é conectar toda a cidade de “ponta a ponta”. “Na prática, o usuário vai pagar uma única tarifa e ir a qualquer ponto da cidade, pelos terminais de transbordo. Hoje a cidade possui cerca de 36 regiões de operação e as regiões que mais possuem integração não passam de 12, quando a proposta é integrar cem por cento, incluindo interior. Também, será desenvolvido um aplicativo que permitirá o usuário saber, em tempo real, a localização de veículos disponíveis para o itinerário de seu interesse”, explica. Em outubro último, a Prefeitura apresentou a primeira etapa do estudo sobre as deficiências do sistema de transporte coletivo de Ilhéus e um programa de mudanças que signifiquem mais conectividade, mobilidade e confiabilidade do sistema junto aos usuários. Essa dinâmica de trabalho vai também contribuir para a melhoria as condições de vida das populações que vivem afastadas do centro, sobretudo a classe estudantil.

Demora – Todos os dias, Seu Ismael, de 55 anos acorda antes do galo cantar. Só pega no serviço depois das 07h30min, mas, às 6, já está no ponto. O trajeto é de 13 quilômetros entre a casa, no Distrito Industrial, bairro Iguape, e o trabalho, no Hernani Sá (Urbis) e dura quase uma hora e meia. Esta semana, membros de uma comissão responsável por acompanhar o planejamento da integralização do transporte público na sede e no interior, estiveram reunidos com vice-prefeito José Nazal Pacheco Soub, para avançar nas tratativas do programa que visa apresentar um novo conceito de sistema eficiente para Ilhéus, inclusive com a criação de uma Estação de Transbordo em substituição ao atual Terminal Urbano.

“Muito demorado. O pior é quando perco o horário”, diz Ismael, trabalhador do comércio. Ismael é um dos mais de 50 mil passageiros que dependem do transporte público em Ilhéus todos os dias. Ele não se queixa da falta de ônibus, mas acha que a qualidade do serviço poderia ser bem melhor. Estatísticas mostram que o tempo que as pessoas passam no transporte coletivo é muitas vezes maior do que o tempo que passam no trabalho.

Transparência – O vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal que também ocupa a secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, observou que a qualidade do transporte público tem influência direta em outros aspectos da vida dos cidadãos. “Quando o assunto é a qualidade no serviço de transporte público, será preciso avançar na melhoria do serviço prestado à população, evitando assim a demora nos pontos, resultando em ônibus lotados”, opina. Nazal afirma que após concluídas todas as etapas científicas dos estudos, serão promovidos encontros com a comunidade de cada bairro, no intuito de discutir o novo sistema com os usuários do transporte público.

“Estamos fazendo uma adequação de um conceito de sistema a realidade da cidade. Já apresentamos ao prefeito o planejamento estratégico e tático, inclusive aprovado pela comissão, e agora estamos definindo o tipo das estações de pré-embarque, as faixas exclusivas e as vias que receberão os corredores de ônibus que darão fluidez ao tráfego dos veículos. Estes equipamentos servirão para reduzir o atrito dos ônibus com o tráfego geral nas vias de maior demanda de passageiros e transporte coletivo”, explica Nerbass. O consultor já foi secretário de Planejamento, em Lages (SC) e já atuou em municípios como São Paulo, Ribeirão Preto, Bauru, Florianópolis, Blumenau, Brasília e Região Metropolitana de Curitiba.

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2018/02/novos-onibus-da-sao-miguel-com-ar-e-wifi-ja-estao-caminho-de-ilheus.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.