Julgamento de baianos presos com uma tonelada de cocaína em Cabo Verde deve acontecer no fim do mês

Julgamento de baianos presos com uma tonelada de cocaína em Cabo Verde deve acontecer no fim do mês 1

Os dois velejadores baianos Daniel Guerra, 36 anos, e Rodrigo Dantas, 25 anos, detidos em agosto de 2017 por transportar mais de uma tonelada de cocaína em Cabo Verde, devem ser julgados no fim do mês. É o que acredita a família. Eles saíram de Salvador contratados para levar o veleiro Rich Harvest para Portugal, quando foram surpreendidos em uma fiscalização. Os parentes alegam que os velejadores não sabiam da existência do entorpecente encontrado no fundo do casco da embarcação e que os baianos foram vítimas de uma rede internacional de tráfico de drogas. A quantidade de cocaína foi avaliada em R$ 800 milhões.

Por acreditar na inocência deles, as famílias lançaram, no final de 2017, uma campanha para coletar assinaturas e conseguir apoio para a libertação dos jovens. “Estamos vivendo um pesadelo. Está todo mundo muito triste”, conta o tio de Rodrigo Dantas, Alex Coelho, ao Portal A Tarde. “Não é só a prisão. Imaginamos como eles vão ficar depois de tudo isso. É um marco na vida de um jovem que estava entusiasmado para se profissionalizar”, completa. Ainda segundo Coelho, a mãe de Rodrigo Dantas viajou para a Ilha de Mindelo, em Cabo Verde, para acompanhar as investigações de perto.

O Ministério das Relações Exteriores informou que acompanha o caso e tem prestado assistência não só aos brasileiros como também às famílias. A Embaixada do Brasil em Praia, Cabo Verde, ainda segundo o ministério, está em contato com as autoridades locais. A assessoria do órgão, no entanto, informou que “em função da Lei de Acesso à Informação e em respeito à privacidade dos nacionais, esta assessoria não está autorizada a prestar informações pessoais sobre o caso”. As informações são do A Tarde Online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *