Ex-Prefeito de Ilhéus deve 1,9 milhões aos cofres públicos

Foto: Osarrafo

Os dez ex-prefeitos baianos mais endividados por multas e ressarcimentos têm débitos que, somados, chegam a R$ 38 milhões. As dívidas foram impostas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), devido a irregularidades cometidas por eles em suas gestões. Os valores, quando pagos, vão para os cofres municipais. Quem lidera o ranking é o deputado federal Luiz Caetano (PT), que governou Camaçari por três mandatos e deve R$ 8,7 milhões. Em segundo vem Maria Maia (PMDB), ex-prefeita de Candeias, que tem débitos de R$ 5,9 milhões. O ex-prefeito de Paulo Afonso Raimundo Caires (PSB) é o terceiro, com pendências de R$ 3,6 milhões. Entre os três, Caetano e Caires tentaram voltar em 2016, mas foram derrotados.

A lista tem ainda Pedro da Campineira (PSD), de Itamaraju, e Orlando Xavier (PR), de Casa Nova. Eles devem R$ 3,2 milhões e R$ 3,1 milhões, respectivamente. O levantamento foi realizado pela Satélite com base em informações disponíveis no site do TCM.

Dentre os devedores, apenas a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), ainda ocupa o cargo de chefe do Executivo. Sexta no ranking, ela tem débito de R$ 2,412 milhões, similar ao que deve o correligionário dela, Edson Almeida (R$ 2,410 milhões), de Simões Filho. Newton Lima Silva (Ilhéus), João Melo (Santo Amaro) e José Santana (Campo Formoso) completam o ranking, com dívidas de R$ 1,9 milhão, R$ 1,6 milhão e R$ 1,5 milhão. O ex-prefeito de Teixeira de Freitas Padre Aparecido deixou débito de R$ 5,2 milhões, mas foi retirado da lista por ter falecido em 2016, conforme informou o Correio.

 

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2018/01/ex-prefeito-de-ilheus-deve-19-milhoes-aos-cofres-publicos.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.