Projetos científicos de estudantes da rede estadual são finalistas da 16ª FEBRACE

Os projetos dos jovens cientistas dos colégios e centros da Educação Profissional e Tecnológica da rede estadual das cidades de Ilhéus, Itabuna, Poções, Salvador, Barreiras, Alagoinhas, Juazeiro, Valente e Vitória da Conquista foram selecionadas para participar da 16ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE). Os trabalhos foram desenvolvidos ao longo do ano letivo 2017, no âmbito do Projeto Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, e se destacam pela relevância e alcance social, além da criatividade e inovação.

A apresentação e avaliação dos projetos selecionados acontecem na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), de 13 a 15 de março de 2018. Entre eles estão o “Smartcam: Dispositivo de segurança para ultrapassagem”, dos estudantes Ana Leticia Araújo e Saulo Ferreira, do 2º ano do Ensino Médio, do Colégio Estadual Wilson Lins, em Valente, a 238 Km de Salvador, e orientado pelo professor Adaltro José Araújo. O dispositivo é uma câmera monitor instalada no retrovisor externo do veículo, que serve de auxílio para o motorista na hora de realizar uma ultrapassagem. “A câmera auxilia e evita que o motorista faça movimentos ao tentar realizar uma ultrapassagem e evite o grande número de acidentes”, explica o educador.

Para a criação do protótipo, detalha, foram realizados levantamentos e pesquisas com as Polícias Rodoviárias Federal e Estadual, verificando que mais de 12% dos acidentes que ocorrem no trânsito é por conta desse movimento que os motoristas fazem durante a tentativa de ultrapassar. “Fiquei emocionado quando soube da seleção. É a culminância de um trabalho que extrapola os muros da escola e que surgiu de uma discussão em sala de aula sobre infração e acidentes de trânsito. Com isso, o aluno percebe que ele é protagonista do aprendizado dele”, ressalta o orientador.

Outro projeto que também vai representar a rede estadual da Bahia é o “Você tem atitudes sustentáveis?”, da estudante Renata Gondim, 15, do Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC) de Vitória da Conquista, a 509 Km de Salvador. A jovem, junto com sua orientadora Elmara Pereira, criou um jogo interativo, com perguntas sobre o cotidiano do jogador e, ao final, o jogador recebe orientações sobre sustentabilidade. “Buscamos com esse jogo, promover atitudes sustentáveis por parte das pessoas, dando ênfase à economia de água, separação e descarte de lixo eletrônico e transporte. Recebemos com muita alegria a notícia do resultado da seleção do projeto para a FEBRACE, a maior feira de tecnologia do país”, comemora a orientadora.

A inventora do jogo, Renata Gondim, 16 anos, revela que, desde que recebeu a notícia da classificação, está contando os dias para apresentar seu projeto. “É uma feira muito grande, de visibilidade nacional. Fiquei surpresa e muito emocionada com a classificação do meu jogo para uma feira com a dimensão da FEBRACE. São muitos projetos inovadores, de estudantes de todo Brasil. Não contive as lágrimas quando recebi a notícia. Agora, vamos estudar formas de aprimorar o jogo, planejar a apresentação e tentar conter a ansiedade”, diz.

A FEBRACE

A Feira Brasileira de Ciências e Engenharia é um movimento nacional de estímulo ao jovem cientista, incentivo à cultura investigativa, que vem, desde 2003, descobrindo novos talentos, gerando oportunidades de inovação e empreendedorismo no Brasil. Além de ter um importante papel social incentivando a criatividade e a reflexão em estudantes da Educação Básica, através do desenvolvimento de projetos com fundamento científico, nas diferentes áreas das ciências e engenharia.

Informações do Jornal A Tarde

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2017/12/projetos-cientificos-de-estudantes-da-rede-estadual-sao-finalistas-da-16a-febrace.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.