EDITORIAL: TRANSPORTE URBANO CARO, É TRANSPORTE RUIM.

Há mais de vinte anos que não temos um serviço de transporte de qualidade  Ilhéus, tendo em vista, que os acordos e/ou exigências de anos não estão sendo cumpridas, a saber:

a) Substituição de ônibus;

b) Reforma de abrigos ônibus;

c) Wi-fi no ônibus;

d) Aplicativo para saber a localização dos ônibus;

e) Ampliação de linhas, devido, ao crescimento urbano;

f) Criação e/ou construção de uma estação de transbordo;

g) ar condicionado nos ônibus;

Percebe-se que o exposto acima, já vem sendo o mesmo conto de fadas de todos os anos que se tem aumento de passagem, sendo que eu esqueci de frisar, que ainda há a “lorota” de defasagem da passagem, reajuste anual, aumento no preço dos combustíveis.

Sabemos que todas as cidades brasileiras que tem o serviço regulamentado e tem aumento de passagem de ônibus, a população se revolta e fica o sentimento de injustiça. Não apenas porque quem mais usa o serviço de transporte coletivo urbano e rural, são aqueles que moram nos bairros mais distante, e vale frisar que são aqueles cuja a renda não parece suficiente para atender a demanda das famílias, e com a crise que vivemos hoje, a sensação de injustiça cresce ainda mais. 

Já o Conselho Municipal de Transporte, ao que parece, só tem uma finalidade, definir o aumento das tarifa de ônibus, com base em quê? Quem faz e como se faz a planilha de custo das empresas de ônibus? Eis um bom começo, numa discussão e/ou debate que deve ser feito permanentemente. 

É verdade que uma série de fatores pesa no preço da tarifa, perda de número de passageiros, transporte clandestinos, tudo isso deve ser levado em conta, mas a preocupação do Prefeito de Ilhéus deve ser o USUÁRIO DO TRANSPORTE PÚBLICO EM ILHÉUS, que nunca teve, repito nunca, teve a disposição dele (usuário) um serviço de transporte público que tratasse com dignidade.

Eis o motivo principal e a razão pela qual a população reclama, o serviço de transporte urbano não vale aquilo que oferece ao usuário, essa é uma equação cujo o resultado é injusto. Deixemos claro o valor que querem cobrar não é tolerável, R$ 3,50 já está acima daquilo que é tolerável para os passageiros.

Deixo claro também a assertiva, TRANSPORTE URBANO CARO, É TRANSPORTE RUIM. 

 

 

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2017/12/editorial-transporte-urbano-caro-e-transporte-ruim.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.