Ilhéus, Itabuna e Salvador perderam postos de empregos

A Bahia perdeu 36 empregos em outubro e acumula -12.144 na soma de 12 meses. Porém, considerando apenas 2017, o estado está positivo em 14.228 novos empregos. Em outubro o destaque positivo foi o comércio (1.105).

Os serviços públicos abriram 226 vagas, os serviços outras 779 e a extração mineral, 5. Na outra ponta, a construção perdeu 1.239 vagas, a agropecuária 596, a administração pública 272 e a indústria, 44.

As cidades que mais geraram empregos foram Juazeiro (4.961), Casa Nova (2.718), Luis Eduardo Magalhães (1.570), Dias D’Avila (1.066), Medeiros Neto (910), Sobradinho (790), São Gonçalo dos Campos (671), Santa Cruz Cabrália (654), Jacobina (606) e Mucuri (595).

Já os piores saldos de emprego no ano são de Lauro de Freitas (-3.902), Salvador (-2.935), Porto Seguro (-642), Ponto Novo (-460), Vitória da Conquista (-401), São Francisco do Conde (-376), Ibicoara (-338), Itabuna (-315), Governador Mangabeira (-233) e Ilhéus (-206).

O Brasil criou 76,6 mil vagas de emprego formal em outubro. O resultado é o melhor para o mês desde 2013, quando foram criados 94,9 mil. De 2014 a 2016, houve mais demissões que contratações no mesmo período.

Outubro foi o sétimo mês consecutivo em que os dados mostraram um saldo positivo na criação de empregos. Apesar disso, o resultado acumulado em 12 meses está negativo em 294,3 mil postos de trabalho.

Conforme A Região

 

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2017/11/ilheus-itabuna-e-salvador-perderam-postos-de-empregos.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.