Energia elétrica mais cara exige economia

Conta de Luz

A partir de hoje a bandeira tarifária na conta de luz será vermelha (patamar 2), com custo de R$ 5 a cada 100 quilowatts-hora consumidos. A ANEEL alega que não houve evolução nos reservatórios das usinas hidrelétricas em relação ao mês anterior.

Ela diz qaue não há risco de apagão, mas é preciso reforçar as ações relacionadas ao uso consciente e combate ao desperdício. As bandeiras tarifárias variam para dar sinal aos consumidores de que há problemas na geração de energia.

O patamar 2 indica a necessidade de operar usinas térmicas mais caras para compensar. Criado pela ANEEL, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples.

As cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração. CXom a vermelha 2, o consumidor deve economizar o máximo possível.

O maior gastador de energia é o ar condicionado, por isso só use quando for inevitável. Nunca ligue regulado para temperaturas como 16 ou 17 graus. Regule para 22 ou 23 graus, assim o aparelho chega mais rápido à temperatura e gasta menos energia.

No caso do chuveiro elétrico, outro vilão, tome banhos mais curtos, de até 5 minutos e use temperatura morna no verão. Junte as roupas para passar de uma só vez, separadas por tipo, começando pelas que exigem menos calor.

Só deixe a porta da geladeira aberta o tempo necessário, nunca coloque alimentos quentes, deixe espaço para ventilação na parte de trás e não use para secar panos. Retire os aparelhos da tomada quando possível ou durante longas ausências.

Se você ainda usa lâmpadas incandescentes, troque pelas PL.

Informações do Jornal A Região

Link permanente para este artigo: https://www.ilheus.net/2017/11/energia-eletrica-mais-cara-exige-economia.html

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.