Comunidade do Alto Formoso na Conquista realiza mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti

 Foto: Jabson Cabral
Neste sábado (09), a comunidade do Alto Formoso na
Conquista realizou um mutirão com o intuito de combater o mosquito Aedes
aegypti
transmissor das arboviroses (Dengue, Zika e Febre Chikungunya),
este evento teve o apoio da Secretaria Municipal de Saúde/Departamento de
Vigilância à Saúde.  
A comunidade nos últimos meses tem sofrido a incidência
dessas arboviroses, com isso o Agente Comunitário de Saúde Jabson Cabral teve a
iniciativa de realizar este mutirão com a finalidade especifica de educar a
população dos perigos do mosquito Aedes aegypti distribuindo material
informativo e orientando moradores para limparem os pátios e quintais das
residências e colocarem os lixos nos locais apropriados para a coleta. Além
disso, a comunidade retirou diversos possíveis criadouros e lixo que estavam
espalhados pela comunidade.
Vale lembrar que devido ao difícil acesso em alguns
locais da comunidade, facilita a proliferação do mosquito, pois a população tem
que cooperar não jogando objetos nesses locais, pois os Agentes de Endemias não
tem condições de descer para destruir os possíveis criadouros.

Foto: Jabson Cabral

Indeciso Bebeto Galvão (PSB) diz que impeachment não é golpe e votará com partido

Até o momento no rol dos
indecisos, o deputado federal Bebeto (PSB-BA) afirmou na madrugada deste
sábado, durante discurso na Comissão Especial do Impeachment, que impeachment
não é golpe, como PT, PCdoB e PDT vêm defendendo. Embora não tenha deixado claro
sua posição, o parlamentar também indicou que deverá seguir a posição oficial
de seu partido na votação do impedimento da presidente Dilma Rousseff.
“Não me
perfilo com essa ideia de que impeachment é golpe. Não, ele está no ordenamento
jurídico”, afirmou Bebeto na comissão, defendendo, contudo, que é preciso
respeitar o processo legal. O parlamentar considerou que o processo de
impeachment da presidente Dilma Rousseff “foge à regra”, pois tem uma
“natureza muito mais política”, em função do momento que o País
passa. 
Próximo ao
governador da Bahia, Rui Costa (PT), Bebeto disse que seu partido tem “uma
clareza” de que a presidente Dilma cometeu erros, tem baixo índice de
popularidade e que o Brasil passa por uma grave crise econômica. Mas disse ver
uma “dúvida” no processo de Dilma, se os deputados farão um
julgamento exclusivamente político ou levarão em conta fundamentos jurídicos.
Embora a bancada
do PSB já tenha divulgado na quinta-feira nota em que declara apoio ao
impeachment, o deputado lembrou que somente na segunda-feira o partido vai
tomar uma decisão oficial sobre o tema. “E eu, que tenho ouvido muito, haverei
de adotar com mais segurança uma posição para apresentar na segunda-feira (data
da votação do parecer na comissão)”, disse. 

UOL

Concurso Funai: edital com 220 vagas ainda este mês

A  Fundação
Nacional do Índio (Funai) tem até o próximo dia 22 de abril para divulgar
o edital de abertura de inscrições do seu concurso público, autorizado em 22 de
outubro de outubro, pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).
Como a autorização determinava um período de seis meses para início do certame,
a liberação deve ocorrer nos próximos dias. Porém, mesmo na iminência do início
do certame, até agora o órgão ainda não divulgou qual será a empresa ou
fundação organizadora.    
Ao todo serão
oferecidas 220 oportunidades, sendo 208 para o cargo de indigenista
especializado, sete para engenheiro e cinco para engenheiro agrônomo. A lotação
dos cargos ainda está sendo definida e deve ser divulgada somente no
edital. 
Para concorrer a
indigenista é exigido nível superior em qualquer área e,para os demais,
formação específica. A remuneração inicial para os cargos é de R$
6.346,02. 
Carência
A realização de
concurso, entretanto, não deve suprir a necessidade de pessoal. De acordo com
declaração do coordenador geral de gestão de pessoas do órgão, Clayton Geraldo
Mendonça de Castillho, em meados de 2015, a Funai conta com necessidade de mais
de 1.000 servidores, em diversos cargos de níveis médio e superior. 

Atribuições
do indigenista
Cabe, ao indigenista
especializado
, atividades de promoção e defesa dos direitos assegurados pela
legislação brasileira às populações indígenas, a sua proteção e melhoria de sua
qualidade de vida, realização de estudos voltados à demarcação,regularização
fundiária e proteção de suas terras, regulação e gestão do acesso e do uso
sustentável das terras indígenas, formulação,articulação, coordenação e
implementação de políticas dirigidas aos índios e suas comunidades,
planejamento, organização, execução  e avaliação de atividades inerentes à
proteção territorial, ambiental, cultural e dos direitos indígenas,
acompanhamento e fiscalização das ações desenvolvidas em terras indígenas ou
que afetem direta ou indiretamente os índios e suas comunidades; estudos e
pesquisas, bem como atividades administrativas e logísticas, de nível superior,
inerentes às competências institucionais de seu órgão ou entidade de
lotação. 
Último
concurso da Funai
No último certame
da Funai, realizado em 2010, foram oferecidas 200 vagas para indigenistas nos
Estados de Roraima, Amazonas, Mato Grosso, Amapá, Pará, Goiás, Maranhão,
Tocantins, Mato Grosso do Sul, regiões Sul e Sudeste do país, Minas Gerais,
Bahia, Espírito Santo, Região Nordeste em geral, e Brasília. 
A organizadora foi
o Instituto Cetro  e a seleção contou com prova objetiva de 60
questões e redação. Do total de questões, 15 foram de língua portuguesa, 20 de
conhecimentos gerais e 25 de conhecimentos específicos. 
A parte de
conhecimentos gerais incluiu temas de raciocínio lógico quantitativo, noções de
informática e administração pública.
Fonte: JC Concursos

Operação de Risco

Completo-Cenas reais de todas as etapas das ações policiais, do planejamento às abordagens, das investigações às perícias técnicas, valorizando o trabalho da polícia que combate a criminalidade.

CONCURSO DA PREFEITURA DE ITABUNA: Doadores de sangue tem possibilidade de conseguir isenção do valor da inscrição

Conforme o Edital do
Concurso Público Nº 001/2016 e previsto na Lei Municipal 2312/2015, o
candidato pode requerer a isenção da inscrição se for doador de sangue, o
doador de sangue fica isento da taxa de inscrição no concurso público realizado
pela administração municipal conforme o parágrafo
4.8.2
que esclarece que os documentos emitidos pelos possíveis beneficiados
deverão discriminar o número e a data em que foram realizadas as doações, os
quais serão incluídos no ato da inscrição no concurso público, sendo que  os doadores que apresentarem a comprovação de
que doaram sangue, pelo menos por 04
(quatro) vezes, se homem, e 03 (três) vezes se mulher, em um período de 24
(vinte e quatro) meses anteriores à realização do Concurso,
por documento emitido pela entidade coletora, terão o benefício de isenção no
concurso público municipal. 
Assim, percebemos que a
doação deve ser um ato altruístico e voluntário, e define muito claramente como
a sociedade deve se comportar em relação da doação de sangue: “É um gesto de
cidadania mediado pela boa vontade, é proibido que haja intermediação seja qual
for. Em relação a doar sangue, não pode haver isenção em concurso, não pode
haver privilegio em relação a fila , não pode haver desconto na passagem, não
pode haver nada.”

ITABUNA: Abastecimento de água é afetado em Itabuna por conta de estiagem

O abastecimento de água está
sendo afetado na cidade de Itabuna, no sul da Bahia por conta da
estiagem, segundo informações Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa).
Para amenizar a situação os moradores do município estão recorrendo aos tanques
comunitários.
Com isso, o
governo do estado montou uma força tarefa com a prefeitura da cidade para
amenizar os transtornos provocados pela falta de água. O objetivo é instalar
180 tanques de cinco mil litros em vários bairros da cidade. Nesta sexta-feira
(8), 60 deles chegaram na cidade.
Apesar da
instalação dos tanques, os moradores de Itabuna relatam que a água do tanque
não atende as necessidades básicas de todos, como por exemplo no bairro
Mangabinha. “É muito ruim, a gente fica sem água, precisamos de água para
tudu”, relatou o morador do bairro, Natalício Matias de Santana.
Na manhã nesta sexta-feira, representantes de bairros de
Itabuna se reuniram na central de abastecimento da Empresa Municipal de Águas e
Saneamento (Emasa) de Itabuna, no bairro São Lourenço pra saber sobre os 180
tanques que não chegaram na cidade.
Caso todos os tanques comunitários chegassem no
município, cada bairro ficaria com até três deles, mas tem bairro que não
recebeu nenhum.

“A população de Ferradas [bairro], não tem nenhum
tanque comunitário, estamos comprando água sem poder. Quem pode compra, quem
não pode, infelizmente fica sem água mesmo”, relatou Thiago Mendonça,
presidente da Associação de Moradores do bairro Ferradas.
O coordenador da Defesa Civil de Itabuna, Roberto
Avelino, explicou porque só chegaram 60 tanques. “O governo do estado
sinalizou para gente e está cumprindo. 
A primeira etapa são os 60 tanques que
vieram. A gente sabe que no decorrer do tempo os tanques vão chegando, porque
não tem como colocar 180 tanques da noite para o dia, em uma cidade para dar
condições de logística de abastecimento. Porque esses tanques quando chegam na
cidade, eles têm que ser abastecidos e a gente não está com condições de
colocar carro [pipa] na rua”, disse Avelino.
Outro caso

Mais um município do extremo sul da Bahia está com dificuldade no abastecimento
de água. A Embasa anunciou que a partir desta sexta-feira, a distribuição em
Prado vai ser por setores.
O problema é o nível muito baixo do rio Campinho. Em
Itamaraju a distribuição também vai ser de maneira alternada entre sexta e
terça feira. Em março deste
ano, a empresa anunciou que restringiria a distribuição de água no sul da Bahia
por falta de chuva.
Para diminuir o problema, a Embasa está concluindo uma
obra de implantação de uma captação emergencial provisória no rio Jucuruçu. A
captação está prevista para começar a operar terça-feira (12).
G1

CONCURSO DA PREFEITURA DE ILHÉUS: Nota de esclarecimento sobre Pedido do Ministério Público

Em virtude da publicação da matéria intitulada
“Ministério Público pede intervenção no Município de Ilhéus”, o Município de
Ilhéus, através de seu representante legal, vem a público afirmar que não há
qualquer ato que motive a abertura de inquérito, porque não houve desrespeito à
decisão judicial por parte da Administração Municipal.
O Concurso Público foi instaurado em 14/01/2016 e
22/01/2016, através dos Editais 001/2016 e 002/2016, respectivamente, com data
prevista para homologação em 06/05/2016. Antes da data prevista para realização
das provas, o próprio Ministério Público Estadual requereu judicialmente a
suspensão do certame e republicação do edital, com reabertura do prazo de
inscrições, tendo o Município cumprido imediatamente a decisão judicial, com a
suspensão imediata do concurso e interposto recurso contra a mesma. Após a
análise do Tribunal de Justiça da Bahia, negando o efeito suspensivo ao recurso
interposto, que se deu em 22.03.16, e a conclusão da elaboração da
Reti-Ratificação pela empresa Consultec, imediatamente foi republicado o Edital
003/2016, em respeito à decisão judicial, adequando o cronograma ao tempo
necessário para respeitar todas as fases do certame.
Com efeito, é bom lembrar que a ordem judicial,
proveniente da Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público da Bahia, fez
com que a empresa contratada para a realização do concurso (Consultec),
adotasse várias providências de ordem técnica para adequar ao que determina a
decisão judicial, o que demandou tempo.

O concurso público no Município ultrapassa 32.000
candidatos inscritos, com dois dias de realização de prova e uma complexa
estrutura para análise de pedidos de isenção de taxa de inscrição, correção,
divulgação de resultados, realização de prova prática e recursos. Enfim, “todos
os períodos determinados para que sejam realizadas as etapas do certame
contaram com a operação, desenvolvimento e interação com o público do Concurso.
Isso que dizer que, as datas refletem o mais ajustado nível de tempo em
execução, assim como confere aos candidatos envolvidos sua eventual intervenção
frente às decisões publicadas”, conforme atesta a empresa Consultec.
Cabe ainda esclarecer que a decisão judicial recentemente
proferida no Processo de número 0500846-68.2016.8.05.0103, em nada impede
o andamento regular do certame, uma vez que seu objeto diz respeito tão somente
a alteração da data de homologação do mesmo, que ocorrerá em julho de 2016.
Por fim, jamais o Município, através da atual gestão,
praticou qualquer ato atentatório às decisões judiciais e muito menos contrário
a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Vários ajustes realizados na folha de
pagamento e reformas legislativas para melhoria na arrecadação municipal,
inclusive a suspensão do dos reajustes aos servidores e atualização da
planta genérica de valores, foram necessários para manter o equilíbrio fiscal,
o que permitiu ao Município prover os serviços públicos a contento, com o
pagamento dos salários em pontualidade desde o início da gestão.
O Município irá fornecer todas as informações necessárias
ao Ministério Público Estadual, a fim de comprovar que não houve atos que
motivem o pedido de intervenção, mas tão somente condutas necessárias para
manter uma gestão responsável no estado democrático de direito.

Inflação de três digitos e agora falta de energia faz presidente da Venezuela decretar feriado nas sextas-feiras

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, decretou nesta quarta-feira
(6) que durante os próximos dois meses haverá feriado nas sextas-feiras como
parte de um “plano especial” para poupar energia elétrica diante da
severa seca provocada pelo fenômeno El Niño.
O decreto estabelece “todas as sextas-feiras como
dia não laboral, a partir da sexta (8) desta semana” e até o dia 6 de
junho, disse Maduro em uma mensagem pela TV estatal.
Após fazer um “apelo à consciência nacional”
para que todo o país apoie a iniciativa, Maduro também ampliou para nove horas
diárias o racionamento elétrico para shoppings e hotéis, que já vigorava desde
fevereiro passado.
Após o governo venezuelano declarar toda a Semana Santa
como feriado para poupar água e eletricidade, Maduro admitiu que o país
enfrenta “uma situação extrema” pela queda dos níveis das 18 represas
do país.

Maduro também exigiu que as indústrias estatais reduzam o
consumo de energia em 20%, do mesmo modo que a administração pública.
A Venezuela, que viveu uma
dura crise elétrica em 2010, ainda sofre constantes apagões, especialmente nas
províncias.
G1

Moura Modas

Moura Modas

Web Link

Weblink Hospedagem de Sites

Técnico em informática

Técnico em informática

Publicidade

loading...