Período chuvoso favorece criadouros do mosquito Aedes aegypti

Com as chuvas que incidem no litoral baiano a quase um mês, o mosquito Aedes aegypti continua sendo preocupação e o maior problema da Bahia pelos casos de Chikungunya. Até 4 de julho foram notificados 37.027 casos da doença no estado, de acordo com a Secretaria de Saúde da Bahia.

Os números de casos suspeitos de Zika e Dengue neste mesmo período foram 1.754 e 7.685. Por causa da Chikungunya, neste ano duas pessoas já morreram. Uma em Buerarema e outra em Itiúba, no Centro Norte.

Mas o maior número de casos está concentrado no Extremo-Sul, totalizando mais de 57% dos de Chikungunya. Dos 417 municípios, 169 registraram casos suspeitos, sendo que em 156 foi comprovada a circulação viral.

Informações coletadas no Jornal A região

Franklin Deluzio
Follow me

Franklin Deluzio

Autor em ilheus.net
Franklin Deluzio é graduado em Filosofia pela Universidade Estadual de Santa Cruz, Especializando em Educação, Especializando em Gestão Pública Municipal (UESC) e Servidor Municipal de Ilhéus/BA.
Franklin Deluzio
Follow me

Veja mais

Atenção! Os comentários do blog são via Facebook ou Google Plus, se quiser comentar, esteja logado! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor do mesmo.

Loading Facebook Comments ...
Moura Modas
Moura Modas
Web Link
Weblink Hospedagem de Sites
Técnico em informática
Técnico em informática
Publicidade